quinta-feira, 16 de março de 2017

Insanidade jornalística! Jornal de Sarney mente na manchete e comprova a própria mentira


O jornal “O Estado do Maranhão”, de propriedade de Sarney, mentiu descaradamente para seus leitores e desinformou-os sobre o reajuste de 8% concedido pelo governador Flavio Dino, para os mais de 30 mil professores da rede estadual de ensino.
A manchete do jornal do coronel maranhense é a demonstração cabal do antijornalismo praticado pela mídia sarneysista. “Governo tira benefícios dos professores”. A manchete do jornal é um atentado a boa prática jornalística.
A verdade é que a Assembleia Legislativa aprovou ontem o aumento salarial dos professores, que passam a partir de agora a receber o maior salário da categoria no país.
O curioso é  que o próprio jornal, no sutiã da manchete interna, comprova a mentira. “Assembleia aprovou reajuste de 8% apenas para os membros da categoria que ganham abaixo do piso. Os demais terão reajuste apenas sobre a GAM”, afirma o subtítulo.
Reparem que o jornal de Sarney admite que houve reajuste de 8%, que elevou o salário dos professores maranhenses para o mais alto entre os estados brasileiros.
Tão grave quanto mentir e tentar esconder o aumento dado aos professores é tentar fazer crer aos leitores, que benefícios foram retirados e o aumento negado aos professores. Para o conglomerado mafiomidiático sarneisista, vale mesmo é mentir, manipular e deturpar para agradar os patrões. Adepto do jornalismo de mercadoria.
Na sanha para atacar o governador Flávio Dino, o jornal de Sarney segue à risca os preceitos de Luís Fernando Veríssimo “Às vezes, a única coisa verdadeira num jornal é a data”. Pelo menos por enquanto, o jornal “O Estado do Maranhão” ainda está colocando a data certa.
JohnCutrim

Nenhum comentário:

Postar um comentário