quarta-feira, 5 de abril de 2017

Waldir Maranhão se filiará ao PTB para apoiar Alckmin. E Lula?





O polêmico deputado maranhense Waldir Maranhão (PP), que chegou a comandar a Câmara e votou contra o impeachment de Dilma, está nesta quarta-feira em São Paulo — e não hoje, terça, como anunciado inicialmente — para assinar a ficha de inscrição no PTB. Será recebido pelo presidente paulista da sigla, Campos Machado, e pelo presidente nacional, Roberto Jefferson.

O que corre entre os petebistas é que, por trás dessa filiação, estão dois projetos — um dele e outro do PTB. Primeiro, o novo filiado quer um apoio mais sólido para disputar o Senado em 2018 por seu Estado. Segundo, ele seria um “embaixador”, entre os eleitores maranhenses, da candidatura de Geraldo Alckmin (PSDB) à Presidência.

Projeto ao qual o PTB está ligado, e que deve ganhar força com a anunciada mudança para São Paulo, em maio, de Roberto Jefferson. Com novo domicílio eleitoral, Jefferson quer disputar ano que vem uma vaga como deputado federal por SP. A informação é do Direto da Fonte.

Resta saber agora se Waldir Maranhão apoiará dois candidatos a presidente da República, já que recentemente declarou apoio a Lula, inclusive estando presente em vários eventos ao lado do petista. Durante a “reinauguração” da obra da Transposição do Rio São Francisco, o ex-presidente Lula retribuiu o gesto e chegou a declarar que Waldir (PP-MA) é sua referência no Maranhão, declarando apoio ao seu nome para concorrer ao Senado.

A não ser que Waldir esteja contando com a prisão de Lula. Outro aspecto importante a ser considerando na mudança brusca de postura de Waldir Maranhão pode está relacionado à reunião do governador Flávio Dino com Lula, ocorrida nesta segunda-feira em São Paulo. Ou Dino disse a Lula que o apoiaria para Presidente, mas quanto a Waldir não teria condições de tê-lo na chapa de senador do seu grupo já que tem compromisso com Weverton Rocha e José Reinaldo, ou Lula despachou Waldir, dando carta branca ao comunista para escolher seus candidatos a senador. Só isso para explicar, de uma hora outra, a metamorfose política de Waldir Maranhão

Nenhum comentário:

Postar um comentário