segunda-feira, 29 de maio de 2017

Homem que agrediu a mãe vai continuar na cadeia e reafirma ser esquizofrênico




Roberto Elísio vai permanecer preso

O bacharel em Direito, Roberto Elísio Coutinho de Freitas, de 51 anos, gravado em cenas violentas ameaçando, torturando e agredindo física e psicologicamente a própria mãe de 84 anos de idade, vai continuar preso no Complexo Penitenciário em Pedrinhas. A prisão foi mantida pela juíza titular da 8ª Vara Criminal da capital, Oriana Gomes, durante audiência de custódia realizada nesta segunda-feira (29).
Roberto não negou a agressão, mas voltou a afirmar que tem esquizofrenia. Desta vez ele não contestou a veracidade das imagens. O caso ganhou uma grande repercussão nas redes sociais desde a noite desta quinta-feira (25) quando diversos vídeos produzidos pela mulher dele circularam na internet. Os comentários foram os piores possíveis e o agressor hostilizado ao extremo. Ele está preso desde a sexta-feira da semana passada em uma cela isolado dos demais.
A delegada de Proteção ao Idoso, Igliana Freitas pediu medidas protetivas à vítima expedida pela Dra Oriana Gomes. A idosa passou por exames periciais e apresentou sinais de violência, principalmente na mão direita e no pescoço. Ela está sendo assistida e acompanhada pelo Núcleo Psicossocial do Ministério Público.
Minard

Nenhum comentário:

Postar um comentário