sexta-feira, 30 de junho de 2017

Moderador do jogo Baleia Azul é preso em cidade maranhense


moderador_1
Jardson Amorim, de 20 anos, foi preso no município de Bequimão (MA), acusado de ser um moderador de grupos do Desafio da Baleia Azul, que induz jovens ao suicídio.
A Polícia Civil do Pará chegou até o suspeito depois que a mãe de uma das vítimas denunciou o caso.
O jovem confirmou ser o dono do perfil e afirmou ter convidado realmente a moça para participar do jogo.
Ele foi transferido para Belém, onde vai responder pelo crime de indução ao suicídio.
Se condenado, ele pode pegar até três anos de prisão.
Por LeandroMiranda

Mirador encerra a maior festa junina da região


A prefeitura de Mirador, por intermédio do prefeito Roni, encerrou no dia de ontem (29), a maior atividade junina que se teve conhecimento na região, tanto pela soma de público presente, grupos folclóricos, participantes e principalmente pelo quesito organização, que na verdade foi impecável.

As imagens capturadas pelas lentes do fotógrafo Marcos Vinícius revelam com clareza o que foi o espetáculo, tendo como destaque, também, toda estrutura de apoio montada, além da decoração que ilustrava os aspectos caipira. Entre os vários detalhes que tornaram a festa mais atraente e colorida, chamou muito a atenção dos visitantes uma arquibancada montada, onde o público assistia as apresentações com tranquilidade e comodidade, o que representa um minúscula prova da preocupação que o prefeito Roni tem pelo seu povo.
Durante esses dias de folguedos juninos, Mirador passou a ser o centro das atenções, atraindo visitantes e turistas que ficaram empolgados com a beleza do evento e sua organização. 
Um fato dessa magnitude não se realiza por si só, tem que haver ideias, coragem, e acima de tudo, investimentos, motivo que faz muitos gestores desistirem da promoção cultural, ou fazerem somente uma atividade com pequenas atrações, causando pouca motivação.
Roni foi a exceção dos muitos que agiram dessa forma, fez uma programação prévia, captou investimentos juntos ao Governo do Estado, arcando o restante com os recursos do tesouro municipal. Pela atitude e iniciativa tomada, já está ecoando nos quatro cantos do estado que Mirador promoveu o maior São João de toda região, deixando para trás cidades tradicionais na promoção desse tipo de evento. 
Isso significa dizer que a cultura de Mirador está saindo do ostracismo que vivia por conta do novo parceiro de peso que ganhou, o prefeito Roni.





A popularidade e postura de Flávio Dino no São João



O Maranhão é um estado que anda na contramão da crise nacional atualmente. Com as contas em dia, salários sendo religiosamente pagos de modo antecipado, investimento em todas as áreas, parece até que o maranhense está vivendo em outro país diferente do Brasil, que está em ebulição econômica e, sobretudo, política, sofrendo com a demonização dos políticos e descrença em dias melhores para a população.

No Maranhão, o governador Flávio Dino também é um fenômeno de popularidade em meio ao caos que o país vive. Na última quarta-feira, ele deu uma prova cabal disso, ao participar do arraial do Ipem no meio do povo, como uma pessoa comum. Em tempos sombrios para os políticos brasileiros, que se escondem o máximo que podem da população, Dino tem a tranquilidade de transitar no meio da população sem ser retaliado.

Pelo contrário. O governador que bateu matraca com o batalhão de ouro do boi de Maracanã e integrou a percussão do boi de Santa Fé foi festejado pela população, que o assediava para tirar selfies e fotos. Algumas pessoas olhavam incrédulas para Flávio Dino ali, no meio do povo, participando, como uma pessoa comum, da maior festa do Maranhão.

Os maranhenses, que se acostumaram a olhar seus governantes em altos camarotes desfrutando de bebidas caras e lagostas e caviares no período do São João, hoje tem um legítimo representante do povo. Que assiste o show do gramado e chega a ser confundido com um matraqueiro no meio dos brincantes.

Essa é mais uma prova de que o Maranhão está mudando.
JohnCutrim


quinta-feira, 29 de junho de 2017

Em jogo de gols contra, Sampaio vence o Cordino e é campeão maranhense



Em um jogo de gols contra e lances bizarros, o Sampaio venceu o Cordino por 2 a 1 para garantir a conquista do seu 33º título do Campeonato Maranhense. A conquista encerra um jejum de três anos, já que desde 2014 o Tricolor não levantava a taça da competição.
Em campo, o Cordino saiu na frente logo no primeiro minuto, com gol contra Fredson. Isac, de barriga, empatou para o Tricolor e um gol contra de Bruno colocou o Tubarão na frente. No segundo tempo, Isac ainda teve a chance de marca o terceiro de pênalti, mas o goleiro Eduardo Alves defendeu.
Com o título do Campeonato Maranhense, o Sampaio garante vaga direto na fase de grupos da Copa do Nordeste, enquanto o Cordino, com o vice, disputará o pré-Nordestão. As duas equipes também estão garantidas na Copa do Brasil de 2018.
Gols contra e virada
Logo no primeiro minuto de jogo, Pedro Gusmão cobrou falta e Fredson, na tentativa de desviar, marcou contra, colocando o Cordino na frente. O Cordino ainda assustou com nova cobrança de falta de Jerferson. Aos nove minutos, o Sampaio descontou com Isac marcando de barriga, após um cruzamento de Felipe Marques.
Após o empate, o Cordino voltou a assustar com Ulisses cabeceando no travessão, mas o Sampaio melhorava e pressionava em campo. Pedro Gusmão, em duas cobranças de falta, levou perigo para o goleiro Alex Alves. Aos 39 minutos, após novo cruzamento de Felipe Marques, o zagueiro Da Silva tentou dominar a bola na áre do Cordino e marcou contra, selando a virada do Sampaio ainda no primeiro tempo.
Pênalti perdido na etapa final
A etapa final começou com o Sampaio melhor em campo. Aos 13 minutos, a arbitragem flagrou mão na bola do volante Alison e marcou o pênalti para o Sampaio. Na cobrança, Isac parou no goleiro Eduardo Alves.
Aos 30 minutos, o Sampaio voltou a levar perigo com Hiltinho, que parou no goleiro Eduardo Alves. O Cordino levou perigo somente em um chute de longe de Jocivan, que foi por cima do gol do Sampaio, que sacramentou a conquista do título do Campeonato Maranhense.
Do G1

Rigo Teles pede a criação de CPI para apurar possíveis irregularidades na FMF


1 5
O líder do Partido Verde (PV) na Assembleia Legislativa, deputado Rigo Teles, anunciou, na terça-feira (27), que protocolou requerimento na Mesa Diretora da Casa, pedindo a criação de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), composta de sete membros titulares e sete suplentes para, no prazo de 120 dias, apurar possíveis irregularidades cometidas pela Federação Maranhense de Futebol.
No pronunciamento, Rigo Teles pediu apoio dos colegas deputados para assinar o requerimento e instalar da CPI da FMF, que precisa do aval de 1/3 dos 42 parlamentares com assento na Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão, o equivalente a 14 assinaturas. O parlamentar acredita que até no final de semana a maioria dos deputados assinem o requerimento da CPI. “Queremos passar a FMF a limpo”, afirmou.
Conforme o requerimento, a CPI deve apurar a recusa da denúncia do Cordino sobre irregularidade quanto à presença do jogador do Sampaio, pois a própria FMF confirmou esta irregularidade; a paralisação do Campeonato Maranhense 2017 em decorrência de recursos judiciais dos clubes e a exclusão do Santa Quitéria do Campeonato Maranhense, sem haver sido rebaixado, desistido ou cometido qualquer irregularidade.
De acordo com o requerimento, a CPI deve apurar também o afastamento do ex-diretor, Antônio Henrique, que em entrevista à Rádio Mirante confirmou a denúncia do Cordino e antecipou possíveis resultados do julgamento. O deputado Rigo suspeita que esse julgamento foi provavelmente antecipado por Antônio Henrique, ex-diretor da Federação Maranhense de Futebol, que já inclusive já pediu demissão da FMF.
FMF PASSADA A LIMPO
No pronunciamento, Rigo Teles deixou claro que os deputados da CPI vão apurar possíveis irregularidades no Campeonato Maranhense 2017. “Queremos é uma atenção especial a esse item, principalmente senhores da imprensa que transmite AMA, e tanto valoriza o futebol maranhense: a prestação de contas dos recursos públicos recebidos pela entidade. Qual entidade? A Federação Maranhense de Futebol ? questiona o deputado.
Para Rigo Teles, o Campeonato Maranhense de Futebol de 2017 tem sido muito criticado em todo Brasil, tanto em rede nacional quanto nas redes sociais, pelo alto nível de desorganização imposto pela Federação Maranhense de Futebol. “Queremos saber o que vem acontecendo como o adiamento de jogos, as mudanças de localidades com o campeonato em andamento e outros problemas causados pela FMF”, disse.
Na avaliação de Rigo, tudo está acontecendo por conta da desorganização e falta de entendimento na FMF. “O que era para nos orgulhar e abrilhantar, está nos envergonhando: ver o Campeonato Maranhense ser criticado em nível nacional. começarei a obter as assinaturas. Temos o prazo de 120 dias para colocar tudo em pratos limpos. Se a FMF está toda regularizada, ok, não tem nada a temer, que aceite a CPI”, comentou.
Por fim, Rigo Teles deixou claro que não está falando só por conta do seu time do coração, o Cordino, que é da sua cidade natal, Barra do Corda, e vai jogar na quinta-feira próxima, dia 29, em Imperatriz, contra o Sampaio Corrêa, pela decisão do Campeonato Maranhense. “Estou falando por todos os times do interior, da capital e do Maranhão. A FMF será passada a limpo pela primeira vez. E o povo do tomará conhecimento”, concluiu

Temendo prisão, Sarney vetou indicação de Nicolao Dino para PGR



Raquel Dodge, a escolhida por Temer, era a preferida do ex-senador José Sarney, o principal conselheiro do presidente. Medo de ir para a cadeia, levou o oligarca a vetar o número um da lista tríplice
O ex-senador José Sarney, o principal conselheiro do ainda presidente Michel Temer, tem muito que comemorar. Por influência do oligarca, Temer (PMDB) escolheu para o cargo de procurador-geral da República Raquel Dodge, segunda colocada da lista tríplice da eleição interna da Associação Nacional dos Procuradores da república (ANPR).
Sarney fez de tudo para que Nicolao Dino, o mais votado da lista tríplice para suceder Rodrigo Janot, não fosse o escolhido pelo presidente.
Sarney é inimigo do governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), irmão de Nicolao. O oligarca acha que por ser Nicolao Dino um dos assessores mais próximos de Janot, o Ministério Público não iria sossegar enquanto não botasse um dos seus na cadeia.
Em maio deste ano, o colunista Lauro Jardim havia reiterado que Temer tinha feito a promessa a Sarney que jamais nomearia Nicolao.
O veto de Sarney, portanto, segue mais uma vez o instinto de preservação política do clã maranhense, que é alvo de diversas investigações, mas tem conseguido se manter fora da cadeia.
Raquel Dodge é conhecida por combater a corrupção e apoiar a Lava Jato. Será que atrelada aos seus ‘padrinhos’, Temer e Sarney, vai ter coragem e isenção para continuar apoiando o trabalho do Ministério Público e dos juízes da Lava Jato?
Não custa lembrar que ela tem a simpatia de líderes de uma organização criminosa, segundo Rodrigo Janot. De acordo como o empresário Joesley Batista, Temer é o chefe da organização criminosa mais perigosa do país. Será que Raquel Dodge tratará essa turma de outra forma?
Com Raquel, Temer, Sarney e aliados continuarão livres de punição e respirando aliviados, distantes da cadeia? Só o tempo dirá!
Em tempo: A nova procuradora-geral da República só assumirá em setembro. Será que Temer se sustentará até lá? Tudo indica que o desembarque dele da presidência pode ocorrer antes disso.
Por GilbertoLima

quarta-feira, 28 de junho de 2017

Secretaria de Saúde faz ação preventiva de combate ao mosquito Aedes Aegypti


Os órgãos municipais de saúde de Mirador estão imbuídos em combater o mosquito Aedes Aegypti, responsável por transmitir a Dengue, Chikungunya e Zyca. Hoje (28) pela manhã, com o apoio da Prefeitura, a Secretaria de Saúde realizou uma caminhada de conscientização e prevenção contra o mosquito, um inimigo que está alojado nas nossas próprias casas, mas que às vezes precisamos ser despertados para combatê-lo com mais eficiência.

A ação preventiva foi diretamente organizada pelo Programa Saúde na Escola (PSE), em parceria com os Agentes de Endemias, além da importante participação de todos os setores da saúde, secretarias municipais, igrejas e a população. O evento que movimentou toda cidade, consistiu também em visitas a domicílios, orientações e distribuição de folders descrevendo a importância da união no combate ao mosquito. 

A secretária de Saúde, Maria Aparecida, analisou o momento como de suma importância para que a população esteja sempre despertada sobre os cuidados que deve ter para não deixar o mosquito se proliferar, se atentando sempre para os depósitos de água, que são os criadouros. Ela acredita que com ações desse tipo os casos de doenças associadas ao Aedes Aegypti caiam de forma significativa.










PREFEITO RONI ANTECIPA SALÁRIO DE SERVIDORES EFETIVOS E SELETIVADOS DA EDUCAÇÃO.



O Prefeito Municipal de Mirador, Roni, seguindo um planejamento que privilegia os servidores municipais, anuncia nesta quarta-feira que antecipará novamente o pagamento dos salários dos profissionais da educação municipal, efetivos e seletivados, para esta quinta-feira (29/06), dia de São Pedro.

O saque estará disponível já nas primeiras horas do dia 29/06.

Justiça condena ex-prefeito de Barão de Grajaú por irregularidades no Fundeb




Ex-prefeito de Barão de Grajaú, Raimundo Nonato e Silva

Em resposta à solicitação do Ministério Público do Maranhão (MPMA), o ex-prefeito de Barão de Grajaú, Raimundo Nonato e Silva, foi condenado, em 8 de junho, por improbidade administrativa.
A condenação foi motivada pela desaprovação, pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), das contas do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) de 2007.
A sentença, proferida pelo juiz David Meneses, atende à Ação Civil Pública por Ato de Improbidade Administrativa, ajuizada, em março de 2013, pela titular da Promotoria de Justiça da comarca, Ana Virgínia Pinheiro Holanda de Alencar.
Além da ausência de documentos exigidos pela legislação, não foram apresentadas informações sobre licitações referentes à ampliação de escolas (R$ 100 mil) e serviços de capina (R$ 127 mil).
Foi constatada, ainda, fragmentação de despesas com aquisição de combustíveis, no valor de R$ 28,7 mil. Outra irregularidade observada foi a falta de lei que regulamentou a contratação temporária dos profissionais do Fundo.
Diante do exposto, o ex-gestor foi condenado a suspensão dos direitos políticos por seis anos e oito meses, com a manutenção da elegibilidade. No mesmo prazo, Raimundo Silva também está proibido de contratar com o Poder Público ou receber incentivos ou benefícios fiscais e/ou creditícios, diretamente ou indiretamente, mesmo que por meio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário.
Ele também foi condenado ao pagamento de multa civil no valor atualizado de dez vezes a remuneração recebida à época dos fatos.
DoMinard

terça-feira, 27 de junho de 2017

STF autoriza novo inquérito para investigar senador Edison Lobão


Ministro do Supremo também autorizou quebra do sigilo do peemedebista, atendendo a pedido do Ministério Público; defesa disse que suspeitas são 'desfundamentadas' e 'não há nada que preocupe'.
O ministro do Supremo Tribunal Federal Luís Roberto Barroso autorizou nesta terça-feira (27) a abertura de inquérito para investigar o suposto envolvimento do senador Edison Lobão (PMDB-MA) em irregularidades envolvendo a Diamond Mountain, nas Ilhas Cayman.
Barroso também autorizou a quebra do sigilo bancário de Lobão entre 1º de janeiro de 2011 e 31 de dezembro de 2012.
Procurada pelo G1, a defesa do senador declarou que as suspeitas contra o peemedebista são "desfundamentadas" e "não há nada que preocupe". O advogado, Antonio Carlos de Almeida Castro, afirmou, também, avaliar que a defesa deveria ter sido ouvida antes de o inquérito ser aberto.
Lobão é alvo de outros cinco inquéritos no STF, dos quais três relacionados à Lava Jato; um sobre fraudes na usina de Belo Monte; e agora essa nova apuração.
Ao autorizar a abertura das investigações, o ministro Barroso atendeu a pedido do procurador-geral da República, Rodrigo Janot.
A suspeita é de crime contra o sistema financeiro e de utilização da holding Diamond Mountain para tentar obter benefícios junto aos fundos de investimentos controlados pelo governo federal, como o Postalis, dos Correios.
InvestigaçõesA apuração sobre a Diamond Mountain começou em julho de 2014 na Justiça Federal de São Paulo mas, após uma testemunha citar o possível envolvimento de Lobão, a juíza Fabiana Alves Rodrigues remeteu o caso para o Supremo.
Nessa decisão, a juíza destacou que o Ministério Público Federal não via indícios para investigar Lobão, mas que, pelo entendimento do Supremo, caberia ao STF decidir o que fazer depois de ouvir a Procuradoria Geral da República.
O procurador-geral, Rodrigo Janot, pediu, em setembro de 2015, coleta de mais informações antes de definir se pediria ou não a abertura do inquérito.
Entre as diligências pedidas, Janot requereu compartilhamento de provas produzidas em investigação sobre Lobão na Operação Lava Jato, como a agenda do peemedebista à época em que ocupou o Ministério de Minas e Energia, para saber se ele se reuniu com pessoas ligadas à holding.
No pedido do novo inquérito, o procurador disse que a agenda de Lobão confirmou diversas reuniões com representantes da empresa, e que a suspeita é de que ele seria sócio-oculto da Diamond.
Segundo Janot, os dados coletados exigem o aprofundamento das investigações. "Diante de tais constatações, faz-se mister o aprofundamento e a continuidade das apurações aqui iniciadas, de modo a confirmar ou não o possível envolvimento do congressista nos supostos ilícitos."
O advogado de Lobão diz ser uma "ilação completamente desfundamentada" a acusação de que o senador seria o dono da Diamont.

Informações do G1

Federação dos Municípios promoverá encontro estadual



A Federação dos Municípios do Estado do Maranhão realizará na terça-feira, dia 04 de julho, um grande evento que reunirá gestores municipais de várias regiões e o governador Flávio Dino.

Trata-se do I Encontro Estadual da FAMEM, iniciativa que acontecerá no auditório da FIEMA, em São Luís, a partir das 13h.

O encontro foi pensado pela Diretoria da entidade municipalista com o objetivo de aproximar, cada vez mais, prefeitos e prefeitas da administração estadual e, desta forma, discutir as problemáticas da municipalidade e apontar soluções para resolvê-las.

A programação definitiva, que será divulgada nos próximos dias, prevê debates acerca das reivindicações dos gestores; ações governamentais e projetos desenvolvidos pela Federação em favor dos municípios.

Durante o evento, a Diretoria da entidade, comandada pelo seu presidente, prefeito Cleomar Tema (Tuntum), solicitará oficialmente ao governador Flávio Dino, que já confirmou presença, a habilitação de 107 municípios na gestão plena dos recursos da saúde.

Tal medida melhorará a prestação de serviços na área, uma vez que significará maior dinamismo, maior agilidade e mais qualidade.

A habilitação dos municípios maranhenses na gestão plena dos recursos da saúde é uma pauta que vem sendo tratada pela Federação e o governo do estado desde o início do ano.

Também figura como uma reivindicação dos próprios gestores públicos municipais.

No encontro, o governador Flávio Dino, além de dialogar diretamente com prefeitos e prefeitas, deverá fazer anúncios de novos benefícios para os municípios do Maranhão.

Pressionado por ter livrado Aécio da cassação, João Alberto passa mal, é internado e será submetido a uma cirurgia do coração


João Alberto, presidente do Conselho de Ética do Senado, livrou Aécio da cassação. Pressionado, passou mal e vai se submeter a cirurgia
Após o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) protocolar um recurso contra o arquivamento da representação pedindo a cassação do senador afastado Aécio Neves (MG), o presidente do Conselho de Ética, do Senado, João Alberto de Souza (PMDB-MA), foi internado às pressas na tarde desta terça-feira no Hospital das Forças Armadas (HFA) para se submeter a uma cirurgia no coração.
Segundo sua assessoria, João Alberto foi internado as pressas depois de passar mal com tontura e desacelaração cardíaca.
 “Deve se submeter a uma cirurgia do coração nas próximas horas para colocação de um marca-passo”, comunicou a assessoria.
Sob forte pressão no comando do Conselho, João Alberto teve contestada sua decisão de arquivar, monocraticamente, o pedido de cassação do mandato de Aécio. Segundo o presidente, faltavam provas suficientes para a admissibilidade da representação.
O recurso protocolado por Randolfe para a reabertura do caso no plenário do Conselho, foi apoiado por cinco senadores membros titulares: João Capiberibe (PSB-AP), José Pimentel (PT-CE), Pedro Chaves (PSC-MS), Lasier Martins (PSD-RS) e Antônio Carlos Valadares (PSB/SE)
Segundo a assessoria de João Alberto, o presidente do Conselho informou que irá cumprir o regimento e convocar reunião do colegiado com 48h de antecedência para a votação do recurso da Rede. Caso o plenário do Conselho decida pela reprovação do recurso, a representação é arquivada em definitivo no Conselho de Ética.
Caso o plenário do Conselho aprove o recurso, a representação contra o senador Aécio Neves é admitida automaticamente e o presidente deverá notificar o representado para apresentar defesa prévia no prazo de 10 dias úteis.

Com informações de O Globo

URGENTE! Vereadores são presos durante sessão em Centro Novo

A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Superintendência Estadual de Prevenção e Combate à Corrupção (SECCOR/MA), prendeu hoje (27) o presidente da Câmara de Centro Novo, Sinomar Vieira, o Mazin (PMDB), e a vereadora Robevânia da Silva (PSC).
Eles foram presos no meio da sessão plenária.
Segundo as primeiras informações, ambos são suspeitos de compra de votos na eleição para a Mesa Diretora da Casa.
O caso chegou a ser denunciado na Assembleia Legislativa pelo deputado estadual Raimundo Cutrim (PCdoB). Em pronunciamento no dia 24 de maio, o comunista afirmou ter recebido um áudio dando conta de que Robevânia teria recebido R$ 40 mil para comprar votos de colegas parlamentares.
“Eu vejo ali a vereadora Robervânia dizendo ali, ela confessando, vários tipos de crimes, que tinha recebido do presidente da Câmara 40 mil reais para votar. Ali se vê crimes de corrupção ativa, passiva, se vê também atos de improbidade administrativa. Fatos dessa natureza não se pode deixar continuar em nosso Estado. O Ministério Público tem a obrigação e o dever legal de tomar providências. Eu, logo que recebi, passei através do WhatsApp para o Procurador-Geral de Justiça, para que ele tome conhecimento e mande apurar a veracidade dos fatos”, denunciou.
Agiotas
No áudio citado pelo deputado, a vereadora diz que recebeu R$ 40 mil do presidente da Câmara, mas reclama que o dinheiro só foi suficiente para pagar agiotas – a polícia suspeita que os agiotas tenham financiado a eleição de Mazin à presidência da Câmara.
Abaixo, a transcrição do que disse a parlamentar.
“Os R$ 40 mil que eu peguei do Mazim na Câmara só de eu pagar dois agiotas, dois agiotas, o dinheiro que eu tirei pra mim foi R$ 8 mil pra poder tirar esse carro pra mim não andar a pé, que isso era uma vergonha, vereador sair de quase de dois mandatos, e sair a pé. E o resto taí meu filho, taí conta de campanha aí que você sabe que você me dava carta branca: ‘Robervania vá atrás de arrumar dinheiro, vá atrás de arrumar dinheiro, viu, vá atrás de arrumar dinheiro, que nós perdendo ou ganhando nós paga’, aí quando a gente perdeu que fui eu atrás você não ajudou, eu fui atrás do Arnobio [ex-prefeito], Arnobio não me ajudou, só que agora eu não quero nem saber se tu pode ajudar ou não, eu sei que eu quero é que você quite pelo menos a metade da conta, que a gente divida no meio, porque não é justo eu ficar no prejuízo sozinha não” (sic)
GilbertoLéda

Dois policiais militares são presos após serem filmados durante assalto


A Polícia Civil do Maranhão, por meio da Seccor (Secretaria Estadual de Combate à Corrupção) e o Dicrif (Departamento de Investigação de Crimes Funcionais), após representação feita ao Juízo da Central de Inquéritos de São Luís, com apoio da Polícia Militar, cumpriu mandados de prisão, nesta segunda-feira, contra o 3º sargento Fernando Araújo Sobrinho, do 6º Batalhão, e o soldado Carlos Magno dos Santos Pereira, do 9º Batalhão, além do vigilante José Arnaldo Coelho Soares (este preso por policiais do 6º BPM, no domingo).
Todos são suspeitos da prática de roubo no dia 12-05-17 a um comércio localizado no Anjo da Guarda, de onde foram levados dinheiro e máquinas caça níquel.
Para praticar o crime, os suspeitos usaram coletes, armas de fogo e o carro particular do PM Sobrinho (Renault Duster), sendo ainda filmados durante a ação criminosa, o que ajudou na identificação de todos eles.
Os dois policiais militares também tiveram prisão preventiva decretada pela Vara da Central de Inquéritos por suspeita de prática de roubo de um veículo Corolla, no dia 02-12-16, no bairro Outeiro da Cruz. Na ocasião, estavam em companhia de um terceiro homem, que está foragido. Utilizando armas de fogo, eles atacaram o proprietário do Corola e levaram o veículo.
Os policiais militares estão recolhidos no presídio militar do Comando Geral da Polícia Militar do Estado, no Calhau. Já o vigilante José Arnaldo Coelho Soares foi encaminhado ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde permanecerá à disposição da Justiça.
Por gilbertoLima 

segunda-feira, 26 de junho de 2017

Governo diz que é falsa afirmação do prefeito Fábio Gentil sobre cortes na saúde de Caxias

Por JohnCutrim




Caxias é um dos municípios que mais recebe investimentos do Governo do Estado na área da saúde. Só nos seis primeiros meses deste ano, foram destinados cerca de R$ 30 milhões, o que corresponde a um repasse mensal no valor aproximado de R$ 5 milhões.
A informação foi prestada na tarde desta segunda-feira (25), pelo secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, que desmentiu a informação divulgada pela Prefeitura de Caxias, de que o Estado teria cortado R$ 18 milhões da saúde do município.
“Essa história divulgada pela Prefeitura de Caxias é completamente falsa. Basta acessar o portal da transparência e olhar os repasses que foram feitos pelo Governo do Estado para a Prefeitura de Caxias no ano passado, pra ver que esses números apresentados pela Prefeitura não batem de modo algum”, disse Carlos Lula.
De acordo com o secretário, do total de investimentos na área da saúde, a Prefeitura de Caxias é a que menos aloca recursos para o setor. Em primeiro lugar está o Governo Federal, que faz o repasse mensal de R$ 5.400.000,00 via SUS, seguida do Governo do Estado, que destina todo mês aproximadamente R$ 5.000.000,00 para a manutenção do Hospital Macrorregional, Hemomar, mais investimentos com serviços pagos aos credenciados. Em último fica a Prefeitura, que investe apenas por mês R$ 3.000.000,00.
Carlos Lula disse que é importante que a população de todo o estado do Maranhão saiba que os exames laboratoriais realizados na cidade de Caxias são pagos pelo Governo do Estado, assim como os exames mais complexos, tais como ressonância magnética.
“Se somarmos os custos com esses serviços, o Estado gasta com a saúde de Caxias mais de R$ 5 milhões. Enquanto que a Prefeitura gasta apenas 3 milhões de reais”, alertou.
De posse de dados reais, o secretário Carlos Lula desafiou o prefeito Fábio Gentil a provar a acusação de que teria havido cortes e também vir a público mostrar quanto a Prefeitura gasta com o setor.
“É completamente falsa a acusação do prefeito de que o Governo do Estado não investe na saúde de Caxias. Muito pelo contrário. Se fizermos uma conta proporcional, é muito provável que Caxias seja o município que mais receba investimentos do Estado na área de saúde”, afirmou.

MATERNIDADE CARMOSINA



O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, explicou que em 2016, o Governo do Estado destinou R$ 9 milhões à Maternidade Carmosina Coutinho, como parte de uma ação realizada em vários municípios para o enfrentamento da mortalidade materna. Com este recurso, pago em seis parcelas, foi possível comprar novos e modernos equipamentos à maternidade, que se encontram à disposição de toda a população.
Este convênio não tem nada a ver com repasses mensais de 3 milhões à prefeitura caxiense, que nunca existiu.
Ciente da importância da maternidade para a população de Caxias, no dia 1º de junho deste ano, o secretário Carlos Lula encaminhou ofício ao prefeito Fábio Gentil propondo que o Governo do Estado assumisse administração total da maternidade, arcando com o seu custo integral que chega a ser de aproximadamente R$ 1,3 milhão mensal.





Em ofício datado do dia 7 de junho, o prefeito Fábio Gentil recusou a ajuda oferecida pelo Governo do Estado para arcar com todos os custos com a manutenção e gestão da maternidade, inclusive recusando a ajuda de mais de R$ 1 milhão por mês.
“Infelizmente, só temos a lamentar, pois a Maternidade Carmosina Coutinho foi construída com recursos do Governo do Estado e alguém que diz que precisa de dinheiro, não poderia recusar ajuda do governo de quase um milhão e meio que ele poderia utilizar em outras áreas”, afirmou Carlos Lula.