terça-feira, 1 de agosto de 2017

Aos 82 anos, Lobão quer mais 8 anos de mandato no Senado

Denunciado na Lava Lato, sob risco de perder o mandato e ser preso, Lobão quer disputar as eleições em 2018; peemedebista já soma 24 anos como Senador pelo Maranhão.
Aos 82 anos, Lobão quer mais 8 anos de mandato no Senado…
Um dos políticos mais atolados na Operação Lava Jato e sob sérios riscos de perder a função pública e ainda ser preso, o senador Edson Lobão, do PMDB, decidiu movimentar a política maranhense ao anunciar nos últimos dias que vai disputar a recondução ao Senado na eleição do próximo ano, quando completa 82 anos.
Ex-ministro do governo Lula e Dilma, Lobão é apontado por vários delatores com beneficiários do esquema de corrupção que quebrou a Petrobras. O peemedebista recebeu 5,5 milhões de reais em propina para defender um interesse específico da Odebrecht no setor de energia. A informação consta de delações premiadas de ex-executivos da Odebrecht homologadas pelo ministro Edison Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF).
No mês de junho, a Procuradoria-Geral da República (PGR) pediu ao STF a abertura de inquérito e a autorização para a quebra de sigilo de Lobão  apontando indícios da participação do parlamentar em crimes contra o sistema financeiro, lavagem dinheiro e tráfico de influência.
O procurador-geral, Rodrigo Janot, diz haver “fortes indícios de que o senador Edison Lobão, na condição de sócio oculto da holding Diamond Mountain Group, teria atuado em favor da captação de recursos em fundos de investimentos da empresa junto à Petrobrás (Petros)”, em 2011, quando era ministro de Minas e Energia. O ministro Luís Roberto Barroso é o relator e deverá responder ao pedido.
Por Domingoscosta

Nenhum comentário:

Postar um comentário