quarta-feira, 11 de outubro de 2017

“Gaiola humana” em Barra do Corda, mais uma herança maldita de Roseana



Em uma rede social, a deputada estadual Andrea Murad (PMDB) tentou responsabilizar o governador Flávio Dino (PCdoB) por uma “gaiola humana” que abriga detentos provisórios em uma delegacia do município de Barra do Corda.

Mas para desespero de Andrea Murad, a cela, instalada ao ar livre, foi construída ainda durante a gestão da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB), tia da deputada, por ordem do deputado federal Aluísio Mendes (PODE), que na época comandava a Secretaria de Segurança Pública.

No afã de macular a imagem do governo Dino, blogs ligados ao clã Sarney, grupo político de Andrea Murad, deram amplo destaque à cela após a morte de Francisco Silva, preso temporário que veio a óbito vítima de um pico hipertensivo após ficar exposto a uma temperatura de mais de 40º graus na “gaiola”.

A gaiola humana em Barra do Corda é mais uma “herança maldita” deixada pela administração Roseana no Maranhão. Durante o governo da peemedebista, o Sistema Penitenciário do Maranhão entrou em verdadeiro colapso.

Em janeiro de 2014, o Ministério da Justiça chegou a anunciar plano emergencial para conter uma onda de ataques dentro e fora do Presídio de Pedrinhas. Um ano antes, em 2013, 60 presos foram assassinados em Pedrinhas e dezenas de ataques foram registrados na capital maranhense.

O caos em Pedrinhas durante o governo Roseana acabou repercutindo negativamente na mídia internacional e chamou atenção até mesmo de instituições como a Organização das Nações Unidas (ONU)


Nenhum comentário:

Postar um comentário