Abalado com o péssimo despenho nas pesquisas eleitorais e abandonado por praticamente todas as lideranças do PSDB no Maranhão, o senador Roberto Rocha mudou seu discurso de que seria candidato ao governo “haja o que houver”. O tucano agora admite até mesmo a possibilidade de sair da disputa.
Durante sua visita a sede do PSDB no bairro Renascença, na manhã desta sexta-feira (22), “Asa de Avião” disse que está incluso em um projeto do governador Geraldo Alckmin (PSDB). “Se tiver alguma maneira de ajudar eleger o Geraldo Alckmin presidente da República e essa maneira for eu não ser candidato, eu não seria candidato”, revelou.
Pura balela, afinal, Roberto anuncia seu desejo de disputar a cadeira no Palácio dos Leões desde quando ainda estava no PSB.
Na verdade, o isolamento e o fato de ser um “alérgico a voto” mudaram seus planos, tanto que o tucano faz de tudo para emplacar o filho, Roberto Rocha Júnior, como vice da ex-governadora Roseana Sarney (PMDB).