segunda-feira, 25 de dezembro de 2017

CANTEIRO: Glória a Deus no mais alto e paz na terra aos homens que ele amam... (Lucas)



Que somos nós?
Um pouco de poeira, um pouco de nada: Somos impuros, adúlteros, avarentos, vingativos, cheios de ódio, de violência, incapazes de amar.
Quando nos examinamos ficamos deprimidos, ao ver o abismo da nossa falsidade, da nossa incapacidade de sermos bons, puros e generosos.
O mal está encarnado em nós, vivemos num corpo de morte e de pecado.
Como pode Deus amar criaturas assim?
Criaturas como nós, como eu?
Ficamos meio incrédulos e precisamos nos fazer violência para crer que Deus nos ama.
Mas é verdade!
Ele nos ama apesar de tudo.
Assumiu a nossa carne.
Viveu e morreu por nós, para nos provar o seu amor.
Hoje e sempre nos declara este amor: no nascimento, na vida pública, na vida e na morte na cruz.
Ó Senhor, neste Natal, queremos te dizer mais uma vez, uma vez para sempre: Obrigado por nos amar. 
Obrigado pelo teu amor sem medida e sem condições.
Obrigado pelo teu nascimento em nossas vidas, pela tua humanidade: por tudo. Amém!

Nenhum comentário:

Postar um comentário