quarta-feira, 18 de abril de 2018

Sema faz levantamento de áreas atingidas por queimadas no Parque do Mirador


Levantamento das áreas atingidas por queimadas no Parque do Mirador
Levantamento das áreas atingidas por queimadas no Parque do Mirador
A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais (SEMA) realizou, de 02 a 07 de abril, um levantamento in loco da atual situação de localidades atingidas por eventos de queimada no Parque Estadual do Mirador. O objetivo foi traçar um comparativo da evolução do fenômeno com os dados de 2017, também coletados in loco pela equipe técnica do Laboratório de Geoprocessamento da SEMA (LABGEO).
O trabalho técnico incluiu a utilização de dados referentes à ocorrência pontual de queimadas (disponibilizadas pelo SIG Queimadas do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais – INPE (acesse aqui), visita a estes locais (através de navegação teleguiada por GNSS), bem como o registro fotográfico. Foram processadas também, em ambiente de laboratório, imagens do Sensor OLI-8, do Programa Landsat (com dados de Junho a Setembro), com a finalidade de mensurar a cartografia e a estatística das áreas queimadas, denominadas de cicatrizes de queimadas.
Percorrendo uma distância de 427,5 km, dentro do Parque, foram revisitados 20 pontos diferentes na UC. A visita compreendeu ainda os postos de Zé Miguel, Geraldina e Mosquitos, além dos postos do Mel e Aldeia, sendo que os três primeiros serviram de base para o levantamento de dados.
A partir dos comparativos são mensuradas as áreas efetivamente queimadas, bem como as áreas regeneradas e/ou em regeneração neste interstício (Setembro 2017 – Abril 2018), permitindo ainda armazenar as informações para comparativos futuros.
Os mapas estão disponíveis no site da www.sema.ma.gov.br.

Nenhum comentário:

Postar um comentário